domingo, 24 de fevereiro de 2013

Sequência didática: O nome próprio


PREFEITURA DE RIO BRANCO
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL ANA TURAN MACHADO FALCÃO

SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES
EIXO TEMÁTICO: LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
TEMA: NOME PRÓPRIO
DURAÇÃO: 25/02 a 28/03/2013
TURMA: 04 e 05 ANOS.

CONTEÚDO:
·         Leitura e escrita de nomes próprios.

OBJETIVOS:
·         Oportunizar o aluno a utilizar seu nome como fonte de reflexão sobre o sistema de escrita;
·         Identificar a escrita do nome próprio;
·         Ampliar o repertório de conhecimentos de letras;
·         Interpretar as escritas dos nomes dos colegas da turma.

PROPOSTA DE ATIVIDADES:
·         Conversa sobre a importância do nome: aproveitar as situações para problematizar a necessidade de escrever o nome nos materiais de uso do aluno, construindo ficha com nome para a chamada ou crachás etc. Toda essa situação tem como objetivo que os alunos recorram à escrita dos nomes como solução para problemas práticos do cotidiano;
·         Elaborar lista de nomes na ordem alfabética. Deve ser elaborada com a participação do aluno. Sua duração é no máximo três dias;
·         Montagem do nome usando as letras móveis. Inicialmente esta atividade deve partir de um modelo;
·         Produzir para o aluno uma lista da relação dos alunos em ordem alfabética e colar no caderno do aluno para fazer a leitura;
·         Pesquisar com os pais a origem do nome.
·         Bingo do nome: Em uma tira de papel escrever o nome do aluno. Em seguida entregar ao aluno e explicar como será o jogo. O professor deverá sortear as letras e ditar e o aluno marcará. Quem preencher primeiro gritará: Bingo!;
·          Quebra-cabeça com nome: em uma tira de papel escrever as letras do nome e o professor recorta para o aluno montar de acordo com o modelo;
·         Trabalhar a ficha da chamada de várias maneiras: chamada na preguicinha, chamada muda (o professor mostra a ficha com o nome para a criança identificar), chamada com música e outras.
·         Construir uma carteira de identidade;
·         Colagem ou pintura da primeira letra do nome;
·         Construção de uma agenda com nomes dos colegas;
·         Leitura do poema “tudo tem nome” de Pedro Bandeira:
ü  Informar a criança sobre o autor do poema e as características do tipo de texto lido para as crianças;
ü  Ler várias vezes para as crianças aprenderem de memória;
ü  Solicitar as crianças que façam leitura com ajuste no quadro ou com texto colado no caderno, propondo que localizem palavras ditadas pelo professor.
·         Completar o nome olhando a ficha: entregar aos alunos uma ficha com o nome, faltando algumas letras e o aluno tentará completar com as letras que faltam. Se a criança não consegui pedi que consulte a sua ficha;
·         Apresentar um cartaz com lista dos nomes e solicitar que eles identifiquem seu nome;
·         Música para apresentação das crianças:
ü  A professora canta a música para a criança se apresentar:
Como é o seu nome?
Eu preciso saber
Se você me disser o seu nome?
Eu vou gostar de você.
·         Jogo da forca:
ü  Explicar para as crianças as regras do jogo;
ü  A professora desenha no quadro somente a forca;
ü  Ao lado escrever os tracinhos de acordo com a quantidade de letras do nome a ser adivinhado;
ü  Indagar as crianças sobre qual a letra que inicia o nome e assim sucessivamente até terminar;
ü  Caso não acertem, escrever a letra acima;
ü  A cada erro das crianças acrescentar um membro do boneco, termina o jogo quando enforcá-lo;
ü  Se a turma não acertar, escreve o nome no quadro.
·         Batata-quente: organizar os alunos em círculo, colocar uma música e entregar uma bola ou outro objeto que deverá ser passado de mão em mão. Ao parar a música, quem tiver com o objeto/bola na mão deverá dizer o seu nome e pegar o crachá no meio da roda e guardá-lo no bolsão de letra ou na chamadinha.
·         Organizar as crianças em círculo e pedir que cada um pegue seu crachá que está no meio da roda. Cada aluno deverá contar a quantidade de letras que tem o seu nome e encontrar amigos que tem a mesma quantidade de letras. Os crachás serão guardados na ordem crescente de acordo com a quantidade de letras, isto é, do menor para o maior;
·         Todos os dias, ao fazer a atividade permanente, a professora escreve BOM DIA! Para uma criança e todos poderão abraçá-la. Esta escolha pode ser em ordem alfabética, sorteio, música, aniversariante, etc.;
·         Fazer um círculo e colocar uma criança no meio da roda com uma bola ou outro objeto. A criança deverá dizer o nome do amiguinho e jogar a bola para ele. Que trocará de lugar com ela e repetirá o procedimento com outro colega;
·         Esconde-esconde: esconder todas as fichas dos alunos pela sala antes das crianças entrarem. Dar um sinal para eles saírem em buscar do seu crachá. Aquelas que forem encontrando sua ficha deverão colocar na chamada ou no bolsão de letras e sentar-se na roda.
·         Procurar em revistas ou jornais a letra inicial ou todas as letras do seu nome e colar numa folha ou caderno, e pedir que ilustrem.
·         Cruzadinha com os nomes dos colegas.
·         O professor coloca os crachás em lugar de destaque, permitindo que os alunos o reconheçam pegando-o no conjunto dos demais;
·         Ditado de nomes.

AVALIAÇÃO:

Observação, registro e análise de tudo o que puder indicar o conhecimento da criança, permitindo comparar com informações posteriores e compreender seu percurso de aprendizagem.

BIBLIOGRAFIA:

Referencial Curricular Nacional de Educação Infantil.



                                                      


RIO BRANCO, 23 DE JANEIRO DE 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário